Avaliação do movimento grevista em Imperatriz

Foto: Jesus Marmanillo

O movimento que de certa forma parou Imperatriz hoje demonstrou vigor. Populares em geral, professores, estudantes, lideranças políticas percorreram as principais ruas da cidade e paralisaram o trânsito em vários pontos da cidade.

A greve geral, que teve mais ares de protesto pois não alcançou o comércio em absoluto (por motivos óbvios tendo em vista a dificuldade de mobilizar estes setores), parou escolas, transportes públicos, agencias bancárias e instituições públicas em sua totalidade.

Nas grandes cidade como Rio de Janeiro (RJ) e Recife (PE) o comércio parou em sua totalidade.

Não há como negar a força do movimento. Todos os jornais presentes fizeram coberturas e os organizadores estimam que três mil pessoas compareceram a passeata.

Segundo o sindicalista Willas de Moraes o ato  foi "muito positivo, principalmente a leitura dos nomes dos deputados que votaram na última votada da CLT".  Neste momento um turbilhão de vaias acompanhava a chamada dos nomes dos deputados.

O recado que fica é: Minha gente, alguém pode ser contra Temer, ou contra o PT,  mas por favor, não seja contra a própria aposentadoria digna!


Comentários