Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Limpeza pública sob suspeita em Imperatriz

A Brasmar, empresa que presta serviço em limpeza pública e varrição das ruas de Imperatriz, teve seu contrato com a prefeitura encerrado ontem devido ao tempo de serviço. Ocorre que desde a gestão passada a Brasmar vem obtendo a concessão do serviços graças a renovação do contrato e sem  o devido proceso licitátorio. O ex prefeito Sebastião Madeira está atualmente condenado por ato de improbidade administrativa por justamente ter cometido este erro, desta feita com a empresa Limp Fort. Segundo averiguamos ambas empresas são do mesmo proprietário.
Segundo informações que colhemos, a contratação da Brasmar foi em caráter emergencial de prestação de serviços de limpeza urbana, ou seja, com dispensa de licitação. Segundo foi publicado no Diário Oficial do Maranhão a vigência do acordo contratual deveria ser de apenas 7 meses e teria que acabar em novembro de 2016. O valor do contrato é milionário: R$ 12 milhões.
O atual prefeito Assis Ramos precisa observar com cautela esta situação, sob pe…

Últimas postagens

Aumenta descontentamento da Educação com a gestão Assis Ramos

Resumo do dia em Brasília: Confusão

Assis Ramos reconsidera e anula decreto polêmico

Frente Parlamentar em Defesa da Bonificação regional na UFMA é recebida pela reitora Nair Portela

Editorial: O flagrante

Governo estadual entrega reforma da Uemasul e assina ordem de serviço para construção do novo campus

Advando Rocha nega acusação de ser funcionário fantasma

Encontro dos Vereadores com Flávio Dino movimenta vida política em Imperatriz

Flávio Dino: Maio Amarelo

Moro x Lula