Assis Ramos x Carlos Hermes


Por meio das redes sociais o vereador Carlos Hermes publicou uma nota afirmando ter sido admoestado em um reunião com o prefeito Assis Ramos.

Presentes na sala diversos procuradores do município que pediam a suspensão do decreto 27/2017 que versa acerca de interesse especifico dos servidores municipais.

Ao pedir a palavra para retrucar o argumento do prefeito que se mostrava irredutível em relação a proposta de revogação do decreto, Carlos Hermes relata que foi bruscamente intimidado.

"Vi ali um delegado tentando me intimidar e não um prefeito com o mínimo de aptidão democrática", afirmou o vereador.

Em uma nota publicada a posteriori, Assis Ramos afirma "que o vereador Carlos Hermes tentou fugir da pauta e fazer da reunião um palanque de politicagem e totalmente improdutivo". Há um vídeo rolando nas redes sociais no momento que o clima está tensionado. Tirem suas conclusões. Eu tirei as minhas.

Deu pra perceber que este prefeito é inseguro. Não sabe negociar, nem fazer política.

A política é a arte de negociar. Negocia-se para fazer política e se faz política para negociar, esse é o mote. Antes de tirar quaisquer dados de conclusão me respondam quando na gestão do prefeito  Madeira, episódios dessa natureza aconteceram ?

Sebastião Madeira tinha vários defeitos mas nunca quis ganhar nada no berro. Era habilidoso e tinha ares democráticos. A negociação faz parte da política. Não se negocia para ceder e nem para conceder, negocia-se para lutar. E claro, luta-se pra negociar.

Não se luta contra pessoas, se luta contra ideias, contra propostas. O jogo político não deve ser pessoal.  Não de deve fazer política com o fígado, mas o que vimos neste ultimo episódio foi uma verdadeira "crise hepática".

Sendo objetivo e imparcial: Assis Ramos ainda acha que é somente delegado. Nem se assim o fosse poderia agir de maneira alterada. Perdeu razão. Errou na análise. Perdeu  na política.





Comentários