O CAOS NA SAÚDE PÚBLICA PODE LEVAR A BANCARROTA O MUNICÍPIO?


Vimos hoje uma reportagem veiculada pelo TV Mirante onde um assustado prefeito reitera o óbvio: não há recursos para tantos atendimentos no Hospital Municipal de Imperatriz.

Segundo fontes ligadas ao próprio diretor do Socorrão, Alisson Mota, o número de pacientes têm sido recorde. Não há lugar para mais ninguém atualmente. Portanto amigo você corre o risco de sofrer caso precise de atendimento por lá.

O caos na saúde pública não é de agora. Mesmo que se diga que os gestores têm feito um esforço sobre-humano para resolver a questão, é preciso que se busque alternativas no curto prazo. E logo.

Com isso as contas do município ficam reféns de uma necessidade maior que é questão da Saúde. Não há dinheiro para projetos culturais ou educacionais. Nada.

"Para completar o custeio da máquina temos que recorrer, sacrificando outros setores da gestão, todos os meses ao Tesouro Municipal". Afirma o Prefeito Sebastião Madeira. 

Somente uma gestão horizontalizada poderá dar uma solução ao problema. No médio prazo temos a construção de um "Socorrão 2", o que sem dúvida será de grande valia para conter a demanda.

Consta que a prefeitura também está a espera do tipo de política adotada pela nova gestão do Estado. Enquanto isso, se cuide. 

Comentários

Anônimo disse…
esse papo de que o município nao recebe por estes atendimentos é papo, já trabalhei na secretaria de saude e todo atendimento realizado pelo sus é contabilizado e pago pelo Governo Federal, independentemente de onde seja o paciente, o Governo madeira nunca arrecadou tanto com a saúde como agora..
a verdade é que pessoas sadias quebraram o município e não doentes de outras cidades.