Caiu exponencialmente audiência de Assis Ramos


O novo prefeito de Imperatriz vem sofrendo um duro revés em sua atuação política. Os descontentamentos são muitos e manifestam-se por meio das redes sociais ou pelas ruas da cidade. Nos fluxos de maior densidade popular vem sendo feitas críticas sempre que seu nome se manifesta por meio de assessores ou em programas de radio e tv.

Ainda é cedo para tantas críticas? Pode ser, mas a situação nada agradável em que se encontra a cidade parece ter impacientado ainda mais o cidadão imperatrizense. A tão aguardada operação tapa-buracos vem se arrastando a passos de jabuti e o administração municipal parece que emperrou em labirintos burocráticos insolúveis.

Parece não haver uma articulação política vigorosa e habilidosa para unificar os interesses em prol da resolubilidade imediata dos problemas, ou pelo menos, respostas que dêem conta da mecânica saudável da máquina pública.

Todos os dias vários leões têm que serem mortos.  E os problemas da cidade não se resumem a prática do tapa-buracos mesmo que várias ruas já estejam devidamente interditadas pelos moradores. Lógico que cabe salientar o auto índice de chuvas na região, porém, é nítido que os problemas não vêem obtendo respostas a altura.

Neste jogo, o povo de Imperatriz é o grande perdedor !

Comentários