VEREADOR PROF. ADONILSON ENCAMINHA MOÇÃO DE APLAUSOS AOS CORONÉIS MARKUS LIMA E EDEILSON CARVALHO

Imperatriz – Os vereadores aprovaram, por unanimidade, na manhã desta quarta-feira (4), uma moção de aplauso, apresentada pelo vereador Professor Adonilson (PCdoB), aos oficiais militares Markus Antonio Lima e Edeilson Carvalho pelas ascensões ao posto de coronéis.

As ações de destaque dos comandantes serviram de base para o pronunciamento do vereador Professor Adonilson (PCdoB). O vereador comentou ainda que a honraria concedido pela Casa é um reflexo do trabalho exercido por eles na região.

“Esta honraria é um reflexo dos esforços dos coronéis para manter a segurança na nossa região. Esta também é mais uma prova de que o governador Flávio Dino vem fazendo um esforço conjunto para melhorar a segurança pública” ressaltou o vereador Professor Adonilson.

História

Aos 51 anos de idade, o coronel Markus Antonio Lima, natural de Fortaleza (CE), começou sua história a frente do comando da polícia em 1997, na cidade de Presidente Dutra. Passou por cidades como Açailândia, Barra do Corda, Colinas, Grajaú e São João dos Patos e sua última missão antes da patente maior foi na grande Imperatriz, por 2 anos e 6 meses como tenente-coronel no 3° Batalhão da Polícia Militar (3°BPM).

Já o coronel Edeilson Carvalho, 45, é natural de São Luís Gonzaga do Maranhão e começou sua atuação na Polícia Militar em Imperatriz. A frente de batalhões nas cidades de Grajaú, Bacabal, Açailândia e por último em Imperatriz, onde teve por duas vezes o comando do 14° Batalhão de Polícia Militar (14°BPM), coronel Edeilson por diversas vezes foi reconhecido como um dos melhores coronéis da região.

Honraria

A Polícia Militar do Maranhão promoveu os comandantes do 3º e 14º batalhões da polícia militar ao posto máximo da instituição. Os dois oficiais não deverão continuar à frente dos batalhões em Imperatriz, já que hierarquicamente têm de ser comandados por tenentes-coronéis. Os dois devem assumir cargos no comando geral da Polícia Militar do Maranhão.

Em nota, o Governo do Estado justificou a atitude pela trajetória vitoriosa dos militares, construída com dedicação e coragem e reflete, ainda, uma homenagem à tropa.


Comentários