MADEIRA E O IMPEACHMENT


Em uma entrevista concedida ao repórter Josevam Marques o prefeito Sebastião Madeira declarou ser contra a perseguição a presidenta Dilma.

Ex-presidente do Instituto Teotônio Vilela, Madeira não é apenas o prefeito da segunda maior cidade do Estado do Maranhão, é antes de tudo um quadro político nacional do PSDB.

E sabe muito bem fazer a mea culpa. Sabe discernir as contradições a que todos que estão no poder passam em uma sociedade. Que o processo golpista de impeachment é descabido pois se não respeitarmos a decisão soberana das urnas neste momento, não se irá respeitar nunca.

O Governo Dilma não está entre os melhores, mas é preciso admitir que não há condições objetivas necessárias para interrompe-lo. 

Seria um atentado a democracia e criaria instabilidade política para todos. Inclusive ele, Madeira.

Quem é favor de impeachment não sabe sequer direito quem assume no lugar de quem saiu. Alguns ainda imaginam ser Aécio.

Essa história de impeachment não vai dar em nada. 

Como foi dito na web #impeachmentémeuzovo

Comentários