O QUE ESPERAR DO MANDATO DO PROF. ADONILSON


No cenário onde desmandos históricos, falta de participação popular e abandono social aliam-se a um crescimento do pensamento conservador na política, é sempre bom ver nomes novos com perfil de esquerda alçarem ao poder.

Há os que imaginam que o Prof. Adonilson  não será um voz destoante no parlamento mirim. Porém se cumprir o que vem dizendo em seus discursos e nos bastidores a este escritor, o novo mandato que se inicia pegará no pé do Executivo municipal.

As diferenças ideológicas são comumente pontuadas pelos quadros do PcdoB. Vide entrevistas feitas nos últimos dias na mídia. 

O atual governador eleito Flavio Dino mesmo com o vice tucano repete ao quatro cantos do Estado a disposição em garantir distribuição de renda e de riquezas com uma nova visão do desenvolvimento das cadeias produtivas, na economia real de pequenos e médios produtores aliada há uma ferrenha luta contra o patrimonialismo e a corrupção. Contra o mandonismo.

É nesse rumo que Adonilson tem que seguir se quiser entrar mesmo pra História. Nada de poder pelo poder ou mesmo passar o vexame que boa parte dos vereadores de Imperatriz tiveram ao votar contra direitos dos professores em greve. 

O que temos visto ultimamente nas entrelinhas é o prefeito Sebastião Madeira se servindo de figuras gestadas na ditadura tais como o vereador Zé Carlos "Pé de Pato" para tentar calar a Educação municipal. 

É por isso que esses tecnocratas sem vivência política e sem experiência nas divergências do convívio democrático são uma ameaça aos direitos humanos e sociais. Tão submisso e sorridente com empresas e empreiteiros, tão intransigente com  professores. 

Temos que derrotar estas posturas fascistóides. 

É aguardar 2015.

Comentários