O VALE TUDO DE TIM MAIA NA TELONA


Ontem "revestido com as armas de Jorge", visto ser dia de finados, assisti o longa sobre a vida do inenarrável Sebastião Rodrigues Maia, o nosso Tim - mestre da soul music brasileira. 

O filme é baseado na obra "Vale Tudo - O som e a fúria de Tim Maia" , livro do escritor Nelson Motta e retrata as duas fases antes e após a fama, quando o o cantor sai do Bairro da Tijuca no Rio de Janeiro, vai pra os EUA onde preso, volta ao Brasil e se reencontra com seu antigo parceiro de rock in roll Roberto Carlos. Nesse encontro Tim compõe a canção "Não vou ficar" eternizada na voz de Roberto. 

É retratada também a fase mais junkie do músico, quando ele de forma inconsequente, bravateira e louca envolve-se pesadamente nas drogas. Seu mergulho psicodélico na seita Racional também comparece pelo longa. Os atores Robson Nunes e Babu Santana, foto, interpretam o jovem iniciante e o consagrado Tim Maia, respectivamente. 

A direção é de Mauro Lima. O que vemos nas duas horas de filme é o retrato impiedoso de um artista genial, humano e dotado de grande personalidade. Quase um marginal da MPB, Tim Maia não tinha jeito. Sempre cercado por excelentes músicos e produtores competentes, compôs belas canções em meio a porres homéricos, barracos com shows desmarcados em cima da hora e uma tumultuada e diferente vida amorosa. É pra rir e chorar. Recomendo.

Comentários