SOU OPOSIÇÃO, SOU ESQUERDA E MEU VOTO É DILMA


Em 1994 vi chegar ao poder o PSDB com FHC. Nunca vi um governo (8 anos!) tão irresponsável. Lastreado no controle da inflação, na estabilidade da moeda - uma realidade não só brasileira, mas hegemônica nos países latino-americanos vizinhos - este governo, enquanto pôde, transformou nosso país num mero negócio para setores privados. 

O patrimônio público foi dilapidado como nunca. Empresas e riquezas naturais, como a Vale do Rio Doce, por exemplo, e suas reservas minerais imensuráveis foram entregues criminosamente aos amigos do poder. 

Banqueiros iniciantes tornaram-se sócios de negócios bilionários, ancorados no BNDES. As universidades públicas chegaram ao fundo do poço, sem investimentos e abandonadas à captação de recursos privados via fundações - estavam sendo privatizadas por inanição, a exemplo do ensino técnico federalizado. O serviço público estava em franca extinção. 

Concurso público era uma raridade e algo quase inimaginável na era PSDB no poder. Vou me abster de falar na corrupção, mas os mais velhos vão se lembrar do SIVAM, Pasta Rosa, PROER, etc. 

Depois veio o governo do PT. Já vamos pra 12 anos de Lula e Dilma, e eu aqui, no mesmo lugar, na oposição, combatendo as muitas contradições e opções equivocadas deste governo, principalmente a não reversão dos absurdos cometidos pelos governos do PSDB, a não efetivação da reforma agrária, a não democratização das comunicações, a não consolidação de mecanismos de participação popular (reforma política) mais efetivos, etc, além de também estarmos lutando contra a corrupção neste governo. 

Diante de minha experiência política de vida - que me orgulha muito pela coerência -, não poderia de forma alguma chegar neste segundo turno e esquecer tudo o que vi, tudo que lutei. Eu sei que a memória recente é a mais viva, que a última agressão é a que gera a última reação, daí o fato de muita gente só ter memória dos últimos anos, talvez não chegando há 10 anos atrás, pois são poucos os que vivem a política com mais atenção. 

Mas, aos que acreditam naquilo que estamos fazendo na política, peço que reflitam sobre isto. Eu poderia estar afirmando que o povo decida e pra mim tanto faz o que for decidido eu vou fazer oposição do mesmo jeito. Eu poderia até pensar assim: "tomara que o PSDB ganhe pra esta direita coxinha sentir seu próprio veneno, ou então pra este monte de ingênuos, que querem alternância de poder (mudança) como um princípio físico da política, quebrarem a cara ali na frente e eu afirmar sorridente depois: eu avisei!". 

Mas eu não posso fazer isto. Eu tenho responsabilidade com a minha consciência, com meu país, com nossa população, com o povo sofrido que vai pagar ainda mais caro por opções políticas erradas. Portanto, peço aos amigos e demais - de verdade, visto que está cheio de fakes por aí - que por acaso discordem da minha posição, que levem esta minha experiência em consideração e também minha honestidade intelectual em relação a isto. 

Eu seria um covarde se me escondesse agora numa zona de conforto. Por isso, peço o voto crítico em Dilma neste segundo turno, para que não mergulhemos num brutal retrocesso com Aécio e o PSDB, e assumo um compromisso com todos: vamos estar após o dia 26 de outubro onde sempre estivemos, ou seja, na oposição, fiscalizando, nas ruas, nos movimentos sociais, pois acredito mesmo é na força do poder popular. 

Só a nossa luta muda a nossa vida, mas não saber escolher os adversários faz desta luta algo muito mais duro e difícil. 

Pensem nisto!

Comentários

Anônimo disse…
Belissimas palavras, mas sem nenhuma comprovação de nada. Não concordo quando você fala tão mau do PSDB e tenta enaltecer o PT. De uma forma bem imparcial e coerente vejo muitos beneficios trago pelo PSDB na era FHC e que hoje simplemente o governo atual colhe aquilo que foi plantado. E quando vc fala em venda da VALE, foi uma das melhores coisas ja feita no Brasil, pois se vc lembrar bem na epoca a empresa esva pior que hoje é a PETROBRAS onde todos sugam e acaba sobrando para o trabalhador que rala a cada dia para pagar um bem nao substituto que é a gasolina que hoje tem um valor absurdamente alto. Vejo sim pontos positivos no PT, porem nao acredito que seja hoje a melhor opção para nosso pais, falando de uma forma macroeconomica.

Att.,Eliseu Torres
Anônimo disse…
Belissimas palavras, mas sem nenhuma comprovação de nada. Não concordo quando você fala tão mau do PSDB e tenta enaltecer o PT. De uma forma bem imparcial e coerente vejo muitos beneficios trago pelo PSDB na era FHC e que hoje simplemente o governo atual colhe aquilo que foi plantado. E quando vc fala em venda da VALE, foi uma das melhores coisas ja feita no Brasil, pois se vc lembrar bem na epoca a empresa esva pior que hoje é a PETROBRAS onde todos sugam e acaba sobrando para o trabalhador que rala a cada dia para pagar um bem nao substituto que é a gasolina que hoje tem um valor absurdamente alto. Vejo sim pontos positivos no PT, porem nao acredito que seja hoje a melhor opção para nosso pais, falando de uma forma macroeconomica.

Att.,Eliseu Torres