Maranhão de Todos nós

Maranhão de Todos nós
O natal não é só feito de presente e sim de amor.

15 de julho de 2010

A perpetuação da miséria no Maranhão

Sob o domínio dos Sarney, o Maranhão não é diferente do da época do padre Antonio Vieira. É o estado do M de mentir: mentir com palavras, com obras, com pensamentos
Cinco décadas dos Sarney no poder e o estado exibe 21,5% de analfabetos, 87% de domicílios sem acesso à rede de saneamento e 65% das pessoas dependentes de ajuda governamental para sobreviver. A primeira estação de tratamento de esgoto só foi inaugurada em 2001. Dos vinte municípios brasileiros com pior colocação no ranking nacional do Índice de Desenvolvimento Humano, oito estão no Maranhão. O mais pobre deles, Centro do Guilherme, se fosse um país, estaria posicionado internacionalmente entre o Quênia e o Haiti.
Click na imagem para ampliar e ver os dados. Fotos de Leo Caldas/Ag. Titular e Ana Araujo, gentilmente enviadas a mim pelo companheiro Alcindo Holanda.


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: