27 de maio de 2010

Comitê da Cidadania constata: em Imperatriz não há controle social

Por controle social entende-se a participação da sociedade no acompanhamento e verificação das ações da gestão pública, na execução das políticas públicas, avaliando os objetivos, processos e resultados. Segundo o Comitê da Cidadania, Núcleo de Imperatriz, é quase zero o acompanhamento com gestão democrática, participativa e controle social. Não faz parte da cultura dos gestores permitir aos cidadãos que tenham acesso a informações que inclusive lhe são garantidas por lei. Bem como a própria sociedade não se sente a vontade para cobrar, permitindo que os póliticos gestores tratem a coisa publica como bem quiserem.

Como exemplo cito o caso pela qual passei a época em que era do DCE da UEMA e solicitei através de ofício o edital de licitação que escolheu as empresas que fornecem o serviço de transporte publico. Como resposta obtivemos da prefeitura um outro ofício indagando o seguinte: “Por que vocês desejam saber estas informações?”

Funcionários relapsos por falta de concurso publico, maioria dos vereadores desinformados e falta de controle social: estes são alguns dos problemas vivenciados pela sociedade imperatrizense contatados pela equipe que coordena o Comitê da Cidadania. Um problema de ordem cultural sem duvida, fruto da rê bordosa de anos sob julgo da ditadura militar em nosso país e também por modelos oligárquicos de poder

Para este semestre ainda o comitê está elaborando junto com o CGU (Controladoria Geral da União) uma série de seminários e oficinas de capacitação continuada que subsidiaram os participantes a estarem aptos para acompanhar prestações de contas do município, execução de políticas publicas e etc.

Data, local e horário em breve aqui neste blog.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

1 comentários:

vadeyr disse...

nâo è sò aì nâo.as obras de ampliaçâo da universidade estadual do maranhâo campus de imperatriz esta a passos de tartaruga e o governo que diz que a educaçâo do estado è nota dez nem se quer fala desta instituiçâo de ensino superior do maranhâo..parece que os pobres tem que ser mesmo todos sem conhecimento.. Valdeir vieira,acadêmico de geografia da uema de imperatriz