Imperatriz-MA

Imperatriz-MA
Beira-Rio, o cartão postal de nossa cidade

23 de março de 2018

De Getúlio a Lula: A História não para


Almoçando em uma das mais movimentadas paneladas de Imperatriz, escutei alguém citar o nome de Luís Inácio Lula da Silva. Imediatamente uma pequena polémica instaurou-se no local e logo as opiniões estavam divididas entre os que achavam que o ex-presidente era ou não culpado das "milhares" de alegações sobre sua conduta. 

Todos porém concordavam em uma coisa: Lula venceria as eleições  tranquilamente se fosse candidato. 

Sempre fico impressionado com uma figura tão popular e carismática como a de Lula. Aqueles que vivem "fora da bolha" das redes sociais e até mesmo aqueles que o odeiam sabem disso 

Verdade seja dita, Lula é junto com Getúlio Vargas um dos ícones do trabalhismo e da liderança política entre as camadas da classe trabalhadora menos abastada. Há porém uma diferença entre Getúlio e Lula que merece se salientada. Enquanto que o primeiro era oriundo de família tradicional pecuarista do sul, aristocrática, Lula é filho da vida dura, pauperizada, sofrida, assim como milhares de trabalhadores. Getúlio era da Casa Grande rompeu amarras e concedeu mais direitos a senzala. Lula era da senzala e concedeu mais direitos a senzala. 

Se a estupidez que se apossou das redes sociais deu gás a aberrações contra-democráticas, o golpismo barato é recheado de verdades de quem confunde habeas corpus com corpus christi. Com todas as falhas e erros relativas as operações de governo, o lulismo foi sim a melhor experiência que o Brasil teve desde a abertura democrática. O fascismo e a ignorância estão na moda. Acéfalos que desconhecem a História do Brasil se acobertam com memes e Gifs internet afora e desdenham de tudo, julgam e condenam abertamente. 

Na época dos oito anos do petismo no Brasil, eu era oposição à Lula. Naquele tempo fazíamos um debate que a conduta do governo era neoliberal. Lutavamos em superar o legado varguista pela esquerda e direcionar o mandato de Lula a lógica da social democracia e do estado de bem estar social, contra o rentismo e capital especulista. Isso era nos anos 2000. Hoje, aos quase quarenta anos de idade, luto para defender o legado varguista dos ataques da direita ambiciosa e fascista. 
São os sapos que temos que engolir quando pomos acima de tudo a luta pela democracia, pela Liberdade e pelos Direitos fundamentais. Numa situação em que tudo isto está altamente em risco. Retrocedemos ou não ? 

Apesar das inúmeras concessões feitas á elite, apesar de ter Henrique Meirelles no banco central e Palocci na fazenda , apesar de não ter feito pouco enfrentamento significativo ao andar de cima, seu governo é identificado com programas sociais como o Bolsa Família que tira um enorme contingente de trabalhadores do desespero de se sujeitarem a quaisqueres condições de trabalho e salário, com a ampliação da politica de cotas , com a ampliação do acesso á universidade , ainda que em parte com um programa muito polemico de subsidio a universidades privadas de péssima qualidade, Lula foi sim o melhor presidente que este país já teve. 

Havia o pleno emprego e muito menos desemprego que hoje em dia. Por essas e outras Lula saiu com quase 80% de aprovação popular. Nesta época no entanto, o MA vivia o mais do mesmo fraquissímo em termos de crescimento econômico. Hoje vivemos no Brasil com a corda no pescoço. Uma massa de desempregados e quase todos os estados da federação quebrados. No entanto o Maranhão cresce economicamente. Um bom assunto para um próximo texto.


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: