100 dias de gestão Assis Ramos



O blogue se antecipa, faltando apenas quatro dias para completar a famosa centena que serve de balizamento para avaliar governos. 

Ainda é perceptível que a gestão não se encontrou. Neste poucos mais de três meses ficou claro a cisão interna e os interesses de correligionários descontentes e/ou desacreditados pelo Prefeito Assis Ramos (e vice versa)

A perca de influência na Câmara Municipal ainda é outro fator. Em anos não se via o Executivo influenciando tão pouco a Casa de Leis de nossa cidade. Isso de certo forma é bom tendo em vista que "poder bom é poder limitado". Centralismo demais faz mal a democracia.

Culpa também da péssima  articulação política que presta serviços a Assis. 

Na saúde e na infraestrutura vivemos um drama. É preciso arregaçar as mangas para se fazer uma força tarefa urgente em nome da dignidade humana. O caso da moça que teve a perna amputado por negligência da estrutura hospitalar correu Brasil afora. Nos postos de saúde, servidores insatisfeitos e mal pagos. Imperatriz como ela é. 

Nas ruas as imagens falam por si. 

O que você acha de certos salários de alguns servidores?  Eu, particularmente, acho errado. Politicamente, acho péssimo, sobretudo para uma prefeitura que paga o que paga aos professores.

Mas não houve nada de positivo ainda na gestão ? Eu procuro ser bastante transparente em minhas opiniões. 

Na Cultura temos a promessa de que o Prefeito irá respeitar a Lei do Fundo Municipal. É aguardar mais um pouco e torcer que der certo.

Imperatriz já recebeu no primeiro trimestre deste ano R$ 27,5 milhões em repasse de ICMS, com este dinheiro é possível fazer 70km de asfalto novo ou 137km de recapeamento asfáltico. 

Vamos trabalhar Prefeito!





Comentários