POPULARES LANÇAM HOJE ABAIXO ASSINADO CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DA CAEMA


Enquanto nas ruas de Imperatriz sobra água para todos os lados, falta nas torneiras o precioso liquido. Graças ao bom volume de chuva a cidade permanece com os velhos problemas tanto nos bairros quanto no centro. A lama e a falta de uma rede de saneamento básico são estigmas de um município onde pode-se dizer tudo, menos que "a casa tá arrumada".

Como se não bastasse tanto sofrimento a Caema rotineiramente vem dando "tilt". 

Os velhos equipamentos da companhia de águas são verdadeiras "bombas". Claro que dentro da estrutura de poder da municipalidade já têm gente de alta plumagem defendendo o velho jargão ideológico que lhes é típico: Já que não presta, vamos privatizar.

O problema reside na falta de consulta popular para um assunto tão sério. Água e energia são bens estratégicos e soberanos para qualquer povo. 

Tomar qualquer atitude auto-proclamatório é causar descontentamento e por tabela mexer em ânimos já bem exaltados.

Por isso hoje foi convocado as 19:00 no auditório da UEMA de Imperatriz o lançamento de um abaixo assinado de iniciativa popular que clamará pela não privatização e que visará discutir a questão da água de Imperatriz e claro, a situação da Caema.  

Sou totalmente contra privatizar também. Sabemos no que isso vai dar. Aumento das tarifas e falta de bom senso na hora de fazer desligamentos a exemplo do acontece com a Cemar. 

Privatizar não assim garantia nenhuma de que o serviço vai ser bom.

Além do mais sabemos que muito provavelmente há quem se beneficie financeiramente com essa empreitada.

Para além de ideias meramente produtivistas temos que pensar uma lógica humanizada, que garanta a todos os direitos básicos a bens da natureza que nós são imprescindíveis. 

De forma sustentável. Fora disso não haverá acordo.

Comentários