16 de maio de 2013

HÁ QUEM INTERESSAR POSSA "EU NÃO TENHO DIPLOMA DE JORNALISTA"...

...mas sei muito bem que jornalista que é jornalista mesmo corre atrás de fontes antes de escrever/dizer baboseiras em alguma coluna. Que não precisa escrever de forma barata e sensacionalista pra vender jornal. 

Tem muitas pessoas com [e sem] diploma que são incapazes de criar coisas de valor. Anti-éticos, pulhas e vendilhões, como diria Marcos Franco, "vão para onde lhe estendem uma nota de dez reais". 

A verdade é que quem tem diploma, não admite que possam exercer seu ofício, mesmo sendo gênio, autodidata ou simplesmente exercendo a profissão melhor do que qualquer um que tenha passado 5 anos numa faculdade. 

É uma heresia suprema para certas profissões. 

Não vejo problema em que não tem diploma atuar nas áreas das ciências sociais e afins, desde que seja REALMENTE bom naquilo que faz [exemplo: Jacob Gorender]. No caso de Imperatriz há um deficit enorme de profissionais diplomados no mercado e isso torna as coisa piores. 

Sou a favor do bom profissionalismo, da autonomia, do valor a pessoa humana em detrimento do capital e dos interesses financeiros medíocres. Jornalista que é jornalista deveria em primeiro lugar abdicar do individualismo em nome da verdade e da ética. 

Como eu já havia dito aqui antes: Copiar o que a assessoria de imprensa mandou não é jornalismo. Ecoar o consenso que compen$a não é jornalismo. Se esconder no que “pega bem” não é jornalismo. Copy-paste não é jornalismo e ponto final. 

Um recadinho aos jornais impressos e apresentadores de tevê paga-paus: o povo sabe quem são vocês. Viva a internet.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

2 comentários:

Renato Sousa linhares disse...

"Não vejo problema em que não tem diploma atuar nas áreas das ciências sociais e afins, desde que seja REALMENTE bom naquilo que faz."
O problema é que na maioria das vezes a própria pessoa se intitula REALMENTE BOM,sendo que não tem critérios pra isso,sendo que ela é dotada de habilidades que são ofertadas a qualquer um de nós,não são jornalistas,caô. Não são.
A faculdade é a seleção,a peneira e a preparação pra o exercer da profissão. Daí cada um faz o que quer,inclusive se vender ao governo.
Já pensou se pessoas que não são formadas em histórias ocupassem o lugar de professores estudados e qualificados como você? #VivaAFaculdade #VivaODiploma #VivaAInternet #VivaASeleção

Anônimo disse...

Caro leitores, tenho a plena certeza pessoal que a área das ciências sociais e afins, tem pessoas que não são portadoras de diplomas superior que dão show, nas suas argumentações. Meu ponto vista é que o diploma não diz que você é competente,o que certificar sua competência é sua atitudes coerentes, na qual ele estudou e se formou.