14 de julho de 2012

BANDAS E PÚBLICO DE IMPERATRIZ COMEMORAM O DIA DO ROCK NA PRAÇA DA CULTURA

Foto: Cida Marconcine

Mais uma vez a classe artística de Imperatriz manda o seu recado, mesmo sem o apoio dos órgãos que deveriam fomentar atividades culturais na cidade. È uma pena ter que ver tantos talentos desperdiçados graças a falta de competência e projetos. 

Na noite passada (sexta,13) o clima foi de total descontração e paz com diversos nomes da música local, dentre eles: Pilantropia, Billy Joe, All Cólica e etc... O som foi montando logo cedo na Praça da Cultura e a programação se estendeu até quase 00:00 hora. No repertório das bandas muito rock in roll para comemorar o aniversário deste gênero musical que fascina gerações há cerca de 50 anos. Público e bandas foram para a praça se divertir e mesmo com parca divulgação conseguiram alcançar um bom número de pessoas: Velhas e novas gerações de rockeiros, metaleiros, posers, punks, rockabillys, emos e toda uma variada gama de pessoas e profissionais. O clima estava que propício: Sexta feira, 13, Dia Mundial do Rock, lua cheia. Muito bom mesmo! 

Fico feliz por estas  iniciativas de se colocar o som na praça. Sou um dos grandes entusiastas desta ideia (inclusive já organizei diversos destes eventos por lá). O artistas, como diz o adagio, tem que ir onde o povo está. Let there be rock !
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

2 comentários:

rasileiro Nato disse...

Carlos Lee,isto não é um adágio, e sim parte de um verso da musica PELOS BARES DA VIDA,do Milton Nascimento.
Mas isto não é para o teu bico, pois o Milton é brasileiro ,e não se mistura com roqueiros e seus seguidores,legitimos representantes da cultura atrasada e burra ,dos norte americanos.
O teu sobrenome LEE só confirma o que eu falo.Seja mais SANTIAGO,e menos LEE.Brasileiro Nato.

PILANTROPIA disse...

muito pobre de espírito da tua parte postar um comentário tão negativo e ainda não ter coragem de assumir sua posição retrógrada e deselegante Sr anônimo. O Rock and roll é um estilo autêntico, com grandes representantes em todas as nações, e que está acima do que o velho Raul Seixas chamou de 'cercas embandeiradas que separam quintais'. Milton Nascimento é um grande ícone da música brasileira, assim como também o foram Raul Seixas, Cazuza, Renato Russo, Cássia Eller e vários rockeiros. Pode apostar que a mente deles está muito acima do teu pensamento curto e preconceituoso, e o Carlos Leen (se você não percebeu não é 'LEE', é um grande apoiador da cultura local, aprenda com ele e deixe de ficar fazendo acusações vazias escondido atrás do seu monitor com um codinome amigo.