28 de julho de 2010

Arnaldo Jabor compara o Maranhão ao Afeganistão

O comentarista do Jornal da Globo, Arnaldo Jabor, na noite desta terça, 27/07, comparou o Maranhão ao país dos talebãs, o Afeganistão. Segundo Jabor no Afeganistão, os talebãs acreditam em Alah para defender seus interesses, enquanto que os políticos corruptos no Maranhão não acreditam nem em deus para defender suas riquezas, em ambos os casos, os dois defendem o fundamentalismo medieval. Jabor também falou sobre o Tribunal Regional no Maranhão, que em tese quer ser mais poderoso que o TSE nacional. Comentou também sobre os fichas sujas daqui e adjacências, deixando bem claro que no Maranhão a corrupção é o mote. Jabour não é lá pau que se dé sombra, mas sendo uma opinião de fora, serve pelo menos pra demonstra como o resto do país observa o estado com os IDH's mais baixos do país, por conta da suas estrutura oligarquica, baseada na política dos coroneis.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

2 comentários:

Davison do Nascimento disse...

Carlos, dê uma olhadinha no meu blog. Postei um vídeo do Youtube da panelinha da oligarquia.

Abraços

Blog do Jeco disse...

Carlos, sou maranhense, moro no Pará há 18 anos e 4 em Belém. Sempre que visito minha cidade natal, Viana, observo como nosso estado (mais seu do que meu)está tão decadente. Ainda é possível observar como o coronelismo se faz tão presente.

O Jabour teve razão em quase tudo que disse. ME RESPONDA UMA COISA: a população do Maranhão vai aceitar isso até quando?


Se o Pará é TERRA SEM LEI, onde a lei não é respeitada, no Maranhão é TERRA DA AUSÊNCIA LEI, onde não há lei literalmente.

.
.
.

Abraços.