SOBRE O REATAR DE RELAÇÕES ENTRE EUA E CUBA


1) O Papa Francisco - articulador bem sucedido desta reaproximação - já está na história como um dos mais importantes pelos impactos positivos que tem causado à causa da civilização humana; 

2) Esse Obama é muito corajoso e também está entrando para a história não só por ser o primeiro negro a presidir o Império. Não há como presidir uma nação que é em essência política uma máquina de guerra e dominação sem muitas contradições. Apesar disso, internamente bancou a reforma no sistema de saúde e agora, mesmo com minoria no Congresso, reata com Cuba; 

3) Os festejos de notáveis comunistas com esta reaproximação - que renderá novas perspectivas econômicas, DE MERCADO - soa um pouco contraditório e merece uma profunda reflexão do campo da esquerda socialista, bem honesta, se possível; 

4) Essa mídia corporativa é mesmo muito sem vergonha. Tratam Raul Castro nas suas matérias como ditador, mas quando se referem à China, 2ª economia mundial, tratam seus mandatários como "Governo Chinês"; 

5) O mundo amanhece melhor com a aproximação entre os dois países e a América Latina se reafirma como a cada dia mais soberana. Muito bom!

Comentários

http://carloshermes.blogspot.com.br/2014/12/prestacao-de-contas-do-mandato-participe.html