12 de maio de 2014

JUSTIÇA: CADEIA PARA O ATROPELADOR DO MÚSICO THIAGO SILVA


Pior do que saber que nada trará de volta o jovem músico Thiago Silva, baixista da banda de heavy metal Violent, é saber que o [in] responsável pela tragédia poderá permanecer em liberdade.

Thiago foi atropelado na madrugada de domingo por um motorista embriagado que fugia de uma abordagem policial. O assassino que segundo consta chama-se Adão, trabalha em uma grande empresa da cidade. O mesmo avançou a preferencial em alta velocidade, colidindo com Thiago que em sua moto foi arremessado cerca de 30 metros.

Seria bom se bandas e público pudessem se reunir e juntos promover um grande clamor social para botar na cadeia o cretino que ceifou a vida de Thiago. Isso não foi só um acidente.  O sujeito que tem coragem de fazer uma coisa dessas precisa ser incriminado pois ao dirigir bêbado, fugir da policia e atravessar uma preferencial, assumiu que poderia matar.

Só perder a carteira não serve. Cadeia nele meu povo.     
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

2 comentários:

Emilio Júnior disse...

É por essas e outras que a cada dia cresce os casos de "justiça com as próprias mãos". Essa justiça que temos hoje é uma verdadeira palhaçada.

Anônimo disse...

Lamento pelo ocorrido com o tão jovem Thiago, sei que era muito querido por seus amigos e familiares. Confesso que o Adão foi errado e fez um escolha errada, que vai marcar a vida dele para sempre. Ele é jovem, de familia humilde, e trabalha nessa grande empressa por mérito seu, se sustentando. Claro que a justiça tem que ser feita, independente de qualquer coisa, só nao julguem e dê a entender, que ele esatava em uma fuga policial como um criminoso ou q trabalha em uma grande empresa como se fosse "riquinho". Dói, porque ele é uma pessoa do bem, e muito querida, no entando cometeu um grave erro, e uma grave escolha. Não venham julgar que nenhum de vocês principalmente em imperatriz, não beberam um pouco e voltaram pra em uma moto, ou carro.. Vejo sempre isso, não estou tirando dele a culpa, e o que a justiça tem que fazer. Só peço que não venham atirar pedra naquele erro do próximo que vocÊs mesmo já cometeram, a diferença é que o que aconteceu com ele, você teve a graça de não acontecer com vocÊ! Obrigada